Notas para a reflexão sobre a precarização na Política de Saúde

Gladson Rosas Hauradou, Simone Eneida Baçal de Oliveira

Resumo


Neste estudo realiza-se uma reflexão sobre como as políticas sociais, particularmente a política de saúde brasileira, vem sendo afetada por influências externas, a exemplo das determinações dos organismos multilaterais como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional em razão da busca por rentabilidade ante a redução das taxas de lucros do capital. Assim sendo, o foco são as inflexões capitalistas na condução das políticas sociais na contemporaneidade, sobretudo, da política de saúde. Estas inflexões são reveladoras da precarização presente no andamento dessa política.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.