Análise do financiamento da Saúde Mental no Brasil após 2001

Edineia Figueira dos Anjos Oliveira

Resumo


Resumo: O objetivo deste artigo é analisar os gastos de saúde mental a nível federal no Brasil a partir da Lei 10. 216/2001, conhecida como Lei da Saúde Mental, a fim de identificar se o financiamento das ações e serviços reafirmam os princípios dessa lei. Pesquisa documental realizada em bancos de dados do governo Federal, considerando os anos de 2001 a 2014. O redirecionamento de recursos das ações hospitalares para as ações extrahospitalares ocorridas a partir de 2006 não priorizou investimento em programas e serviços que promovam a reinserção social. Palavras chave: saúde mental; desinstitucionalização; financiamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.