Da casaca à resistência: o Serviço Social na promoção cultural do congo.

Ariele Azevedo da Silva, Leonardo Barcelos Vieira, Angela Maria Caulyt Santos da Silva

Resumo


Este trabalho versa a respeito das potencialidades de intervenção do Assistente Social frente às políticas sociais, na preservação do Congo enquanto parte constituinte no processo histórico-cultural da sociedade espírito-santense, com ênfase na valorização do Congo na promoção da cultura popular. Para tal, a pesquisa contou com estudo teórico e empírico, observou-se intolerância religiosa, de classe social, etnicorracial e ausência de incentivo público. Observaram-se múltiplos espaços de atuação profissional na promoção de estratégias de enfrentamento, seja por meio das políticas públicas, e demais mecanismo de ação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.