O uso do nome social na Universidade Federal do Pará

Rafael Rodrigues Pantoja de França, Sara Daltro Tavares Paiva, Stephanne Margalho dos Santos

Resumo


Diante da realidade de exclusão e preconceito, as vitórias diárias do movimento LGBT são importantes. Transexuais e travestis do Estado do Pará já conquistaram, legalmente, o uso do nome social, sob o decreto Estadual nº 1.675 de 2009,e na UFPA tem-se a resolução N. 731, de 17 de Dezembro de 2014, porém o respeito a estas ainda se configura um desafio. Problematizamos, então, a visibilidade da identidade de gênero na UFPA, visando uma concepção construtiva a partir do social, ultrapassando o limite do biológico-estigmatizador. Segundo Jesus (2012) as transexuais e travestis passam por um processo histórico de estigmatização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.