Pronatec: entre o fetiche da educação técnica e a superexploração da força de trabalho.

Kathiuça Bertollo

Resumo


Este artigo reflete acerca do PRONATEC buscando evidenciar a relação entre educação técnica e a superexploração da força de trabalho. Para tanto, será problematizado acerca da construção ideológica que fetichiza a educação técnica atualmente no país e acerca da condição da classe trabalhadora, que é de superexploração. Partimos da premissa de que este programa não apresenta uma real possibilidade de superação da condição de Superexploração da Força de Trabalho pela classe trabalhadora brasileira, pois atende prioritariamente os interesses do Capital já que é requisição deste sistema a (trans)formação dos Homens em trabalhadores assalariados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.