Violentas expressões do proibicionismo junto aos adolescentes trabalhadores do tráfico de drogas

Andrea Pires Rocha

Resumo


O artigo traz reflexões acerca da “guerra as drogas”, do proibicionismo e da criminalização da juventude pobre. Pauta-se em informações preliminares obtidas na analise empírica dos Boletins de Ocorrência da Delegacia do Adolescente de Londrina (PR) como parte da pesquisa “Adolescentes Flagrados com porte de drogas proibidas em Londrina e região: consumidores de drogas e/ou trabalhadores do tráfico?”, vinculada ao Departamento de Serviço Social da UEL. Apresentamos também o acumulo de reflexões obtidas a partir do desenvolvimento da tese de Doutorado que analisou trajetórias de adolescentes que atuam como “mulas” na fronteira Brasil – Paraguai.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.