Adoção de crianças brasileiras na Itália: expressão da questão social?

Gisele Caroline Ribeiro Anselmo

Resumo


Um número expressivo de crianças e adolescentes brasileiras imigram anualmente por motivo de adoção internacional à Itália. Existe a nível mundial uma imigração-emigração (quase) invisível de crianças e adolescentes provenientes de países periféricos em direção aos países centrais. O que se pretende questionar a partir deste estudo é a relação entre a adoção internacional como uma das consequências das expressões da questão social nos países de origem (no nosso caso, o Brasil) de crianças e adolescentes que foram adotadas por famílias italianas. Do ponto de vista legal e do ponto de vista social constata-se que a inadimplência do Estado com as famílias pauperizadas constitui fator condicionante do processo de adoção.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.