Estado, políticas públicas e tráfico de mulheres

Tatiana Raulino de Sousa, Patricia Cavalcante da Silva

Resumo


A discussão das práticas de prevenção e enfrentamento ao tráfico de mulheres no Brasil exige um resgate sobre a elaboração e implementação das políticas públicas no contexto do Estado no atual estágio da sociabilidade capitalista. Nesse sentido, nos propomos a realizar uma breve reflexão sobre qual a centralidade do Estado ao mediar a racionalidade capitalista de organização das políticas públicas, a especificidade brasileira no desenvolvimento das políticas para as mulheres e a particularidade das ações voltadas para as mulheres em situação de tráfico de pessoas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.