A PESSOA IDOSA E SEU ACESSO AOS SERVIÇOS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOS CRAS

Fátima Eugênia de Araújo Silva, Janaína Lucélia Oliveira de Carvalho, Fabiana Soares de Almeida

Resumo


O artigo apresenta reflexões sistematizadas acerca do acesso da pessoa idosa aos serviços da política pública de Assistência Social e em especial dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV no município de Teresina – Piauí, tendo como parâmetros a PNAS e SUAS na atuação junto às famílias em situação de vulnerabilidade social desenvolvidas nos CRAS. Este estudo é fruto de pesquisa bibliográfica, qualitativa e investigativa e teve por objetivo: analisar quais as estratégias de desenvolvimento do SCFV no município de Teresina voltado ao público idoso, seus traçados metodológico junto às unidades geridas pelas SEMTCAS, as ações, as atividades e a distribuição dos serviços no território Teresinense. A pesquisa revelou que estes constituem elementos qualificadores e indispensáveis da gestão democrática, e que o município de Teresina tem bom êxito e conformidade com o que trata Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais (Resolução CNAS nº. 109/2009), frente aos inúmeros desafios se apresentaram em diferentes cenários, envolvendo a conjuntura contemporânea com a intensificação das expressões da questão social; a atuação mínima do Estado e as limitações da própria política de Assistência Social na qual os idosos estão inseridos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.