Atuação da equipe multiprofissional atendendo usuários com doenças crônicas

Raquel Aparecida Celso

Resumo


Introdução: As doenças crônicas estão relacionadas a diversas causas e são caracterizadas por início progressivo e duração prolongada. Podem gerar incapacidades, incluindo possíveis períodos de agudização, sendo responsáveis por internações hospitalares. Nesse contexto, o hospital deve visar à integralidade da atenção e a articulação de práticas de diferentes núcleos, imprescindível no caso de doenças crônicas. Desenvolvimento: O objetivo deste trabalho é descrever a atuação e a importância da Residência Multiprofissional em Saúde no atendimento a usuários com doenças crônicas, internados na unidade de Clinica Médica de um Hospital Universitário do Sul do Brasil. É realizada uma abordagem por meio de uma conversa informal com usuários e familiares, por três ou mais residentes da equipe multiprofissional, para levantamento de demandas, encaminhamento para demais núcleos profissionais e intervenções dentro de suas especialidades. Além disso, a equipe se reúne para realização de Clínicas Ampliadas e elaboração de Projeto Terapêutico Singular, caso necessário. O atendimento às pessoas com doenças crônicas envolve, necessariamente, a atenção multiprofissional. Doenças essas, que são responsáveis por perdas de mobilidade, funções neurológicas e sobretudo, por redução significativa da qualidade de vida, à medida que a doença se agrava. Assim, a equipe tem como finalidade atender as necessidades biopsicossociais do doente crônico, por meio da articulação dos diferentes saberes, visando o atendimento integral. Trabalha-se com o acolhimento do usuário e familiares, com o acompanhamento no processo de internação e tratamento e com o encaminhamento para serviços de saúde da rede. Considerações finais: A atuação da equipe multiprofissional em saúde com usuários portadores de doenças crônicas requer a construção de estratégias conjuntas de intervenção. A partir dela, os profissionais de diversas áreas adquirem conhecimentos mais profundos sobre a atuação de cada integrante da equipe. Além disso, os profissionais desenvolvem habilidades para o trabalho conjunto na resolução de problemas, o que certamente gera ganho de tempo e de qualidade resolutiva no diagnóstico, tratamento e cuidado com os usuários.

Palavras-chave: Equipe Multiprofissional; Doenças Crônicas; Integralidade em Saúde.

 

Referências 

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes para o cuidado das pessoas com doenças crônicas nas redes de atenção à saúde e nas linhas de cuidado prioritárias. 2013. Disponível em:

<http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/debatesgvsaude/article/viewFile/34917/33699>. Acesso em: 14 mar. 2017.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.