Política de atenção materno-infantil: contexto histórico

Daniele Gonçalves dos Santos, Juliana Baptista Simoura, Luciana Carrupt Machado Sogame

Resumo


A construção das políticas públicas no Brasil sempre contou com a participação da sociedade civil. A demanda pelo cuidado com a mortalidade materno-infantil mobilizou a sociedade científica e civil. Nesse sentido, o Estado instituiu políticas a para controle das taxas de mortalidade visando à manutenção da força de trabalho e em atender pactos mundiais de controle de mortalidade materno-infantil. Observaremos como o projeto Neoliberal impactou na implementação das políticas de cunho social. Esse estudo contempla fatos históricos importantes para a elaboração dessas políticas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.