Socialismo e igualdade: as bases gerais do sistema de distribuição cubano

Aline Fae Stocco

Resumo


O presente artigo trata das transformações produzidas nas relações sociais de produção em Cuba, após a vitória do movimento revolucionário em 1959. Ao analisar o sistema de distribuição da riqueza que se conformou no país nos primeiros trinta anos da revolução, busca-se demonstrar que o mesmo logrou cumprir com sua função de submeter o produto do trabalho aos objetivos econômicos e sociais, tendo como horizonte a criação das condições necessárias para a consolidação de uma sociedade socialista. Para isso, foi descrita à estruturação do sistema de distribuição em Cuba em suas diferentes dimensões, levando em consideração as diferentes esferas e mecanismos distributivos que realizavam a mediação entre o produto e os produtores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.