A superexploração da força de trabalho enquanto categoria específica da acumulação e apropriação de riqueza na América Latina

Camilla dos Santos Nogueira

Resumo


Tendo em vista a atualidade e pertinência da categoria superexploração da força de trabalho para o estudo e análise atual do capitalismo dependente latino-americano, o presente trabalho pretende apresentar os principais elementos em torno do debate da generalização da superexploração da força de trabalho, e sua extensão a países dependentes, apontando elementos críticos a partir da obra de Marx. Logo, reforçamos a superexploração da força de trabalho como categoria específica da acumulação e apropriação de riqueza na América Latina. Nossa argumentação parte da pertinente distinção a respeito da superexploração da força de trabalho enquanto mecanismo compensatório da transferência de valor, portanto, como categoria que explica as especificidades do capitalismo nos países dependentes, e enquanto formas de ampliar a mais-valia, através do pagamento da força de trabalho a abaixo do seu valor.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.