Acesso e permanência no ensino superior: o caso do ESR/UFF .

Cassiana Ferreira Simões

Resumo


O presente trabalho analisa o acesso e as condições de permanência dos alunos das universidades públicas federais após a implementação das políticas de democratização do acesso Educação Superior, sobretudo, a Política de Ação Afirmativa. Para tanto, o campo para a realização da pesquisa foi o ESR/UFF, em que foram alvos os estudantes ingressos por meio das ações afirmativas, nas modalidades concernentes às cotas sociais, no período de 2013 a 2016. O estudo aponta que as ações afirmativas, em especial, as cotas sociais, tal como efetivadas atualmente nas IFES[1], tem como característica o binômio inclusão-exclusão, ao passo que possibilita aos grupos marginalizados a inserção na universidade, simultaneamente não são viabilizadas condições efetivas de permanência dos mesmos.

[1] Instituições Federais de Ensino Superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.