Nexos entre capitalismo, noção de competência e políticas de educação

Lorena Forti

Resumo


O trabalho — fruto de pesquisa para elaboração de dissertação de mestrado — visa à compreensão do contexto em que se dão a formação inicial e a formação continuada de professores da Educação Básica na contemporaneidade, sobretudo, no que diz respeito ao ideário balizador destes dois âmbitos de formação. Haja vista a sua frequência na normatividade da educação brasileira, buscou-se a origem do uso do termo ‘competência’, assim como seus desdobramentos para a formação de professores. Observou-se relação entre: a crise do capitalismo desencadeada na década de 1970, o surgimento da noção de competência e a posterior apropriação dessa noção pelo campo educacional. Entre os desdobramentos, destaca-se a construção do argumento da incompetência docente, que nutre um próspero mercado de formação. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.