Trabalho infantil em Blumenau (SC)

Janaina Mayara Müller da Silva

Resumo


Este trabalho aborda a experiência do serviço social no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) no município de Blumenau, em Santa Catarina. Busca-se evidenciar a gênese do trabalho infantil e os desafios ao exercício profissional do assistente social frente a esta expressão da questão social. Entende-se que o trabalho infantil é fruto das contradições emergentes do modo de produção capitalista, na sua relação de exploração capital-trabalho. Na contemporaneidade, apresenta-se enquanto uma expressão da questão social, e indica uma violação do direito ao não trabalho de crianças e adolescentes. A intervenção do Estado pressupõe o atendimento das famílias em situação de trabalho infantil na Política de Assistência Social, através do Peti. Conclui-se que o trabalho infantil é uma demanda histórica do capital e que acompanha as transformações do mundo do trabalho, transformando-se constantemente, sem deixar de existir. O que pressupõe muitos desafios ao exercício profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.