Marx, teoria marxista da dependência e crise contemporânea

Beatriz Augusto de Paiva, Mirella Farias Rocha, Dilceane Carraro

Resumo


De um ângulo estritamente marxista, elaboramos em nosso trabalho uma reflexão sobre o tema do ENPS, ratificando a atualidade e essencialidade dos estudos de Karl Marx para debate sobre a crise capitalista, em sua coetânea expressão histórica. Ademais, por meio das análises da Teoria Marxista da Dependência, buscamos adensar as mediações e processualidades que explicam a singularidade da crise brasileira, inserindo-a na dinâmica socioeconômica do capitalismo latino-americano, submetido que é, historicamente, às forças do Imperialismo estadunidense. As tenazes do passado colonial-escravista somadas às da dinâmica do capitalismo monopolista fundam a espiral imperialista que ata e constrange a luta de classes nos países da região, e de forma intensificada no Brasil de hoje.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.