A sobrecarga do capital nos espaços sócio ocupacionais do assistente social

Isabela Sarmet de Azevedo, Thamyres Siqueira Freire, Marlene Souza dos Santos

Resumo


Tomando a Teoria Marxista a que se vincula o Serviço Social, observamos que no âmbito acadêmico que há um maior envolvimento com essa densidade teórica, por meio de produções de conhecimento do que na realidade dos assistentes sociais. Nosso objetivo, nesse trabalho, é pensar sobre a sobrecarga do capital nos espaços sócio ocupacionais do assistente social. Para tanto, buscamos analisar produções recentes, que refletiram sobre as regulações profissionais e as tendências atuais, bem como o debate sobre a diversificação dos espaços sócio ocupacionais, das requisições e demandas à profissão de Serviço Social. Serviram de âncora as categorias totalidade, historicidade e contradição na análise dos dados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.