“Novas tendências” das políticas e programas sociais de saúde no campo das drogas: refilantropização do tratamento e penalização dos usuários

Giovanna Bardi

Resumo


Neste trabalho, realizamos um resgate histórico da formulação das políticas e programas sociais nacionais no campo das drogas, bem como problematizamos a existências de “novas tendências” de políticas e programas neste cenário. Quais seriam estas tendências? Seriam, de fato, novas? O levantamento realizado demonstrou o quanto as políticas e programas são atravessados pelos interesses do capital, pela criminalização dos usuários de drogas, numa constante divisão de “responsabilidades” entre a saúde e a justiça e pela focalização das políticas e programas sociais. Além disso, as citadas “novas tendências” parecem não ser tão novas assim, pois transitam entre a refilantropização do cuidado e a penalização dos usuários, já historicamente conhecidas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.