“Estamos muito distanciados do papel político que carregamos...”: trabalhadores, crítica e saúde

Leonardo Carnut , Aquilas Mendes , Tarsila Teixeira Vilhena Lopes

Resumo


Analisou-se a visão de trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), participantes de um Curso de Formação Política em Saúde, acerca dos desafios contemporâneos da Saúde Pública sob a matriz marxista. Dezessete trabalhadores responderam uma entrevista semiestruturada cujas categorias foram construídas através da análise de conteúdo. Percebeu-se que os conteúdos mais frequentes se referiram às categorias: “Prática atual dos profissionais em saúde está distanciada do seu papel político” e “Entender melhor a influência do capital na saúde pública”. Ficou perceptível que os trabalhadores passaram a delimitar melhor a compreensão crítica da relação “política-desafios da Saúde Pública”, diferentemente do que vem sendo apresentado pela Saúde Coletiva.

Texto completo:

“Estamos m

Apontamentos

  • Não há apontamentos.