Assistência social, violência e negritude: diálogos sobre a questão racial com trabalhadores do sistema único de assistência social.

Meyrieli de Carvalho Silva , Rovana Patrocinio Ribeiro , Luizane Guedes Mateus

Resumo


O presente trabalho refere-se a relato de experiência desenvolvida no âmbito do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas/Vitória, serviço responsável por atender/acompanhar famílias e indivíduos em situação de violência. De acordo com dados do IPEA (2015), a população negra lidera o grupo de beneficiários dos programas socioassistenciais, questão que comparece em Vitória. Diante do indicativo e por compreender que o fazer profissional deve perpassar um compromisso ético-político com as questões étnico-raciais, foi organizado o I Seminário de Assistência Social e Questão Étnico-racial, problematizando o racismo vivenciado pelas/os usuárias/os dos Creas e apresentado no presente relato.

Texto completo:

Assistênci

Apontamentos

  • Não há apontamentos.