A participação do Estado e Ensino Superior no processo de desenvolvimento da Guiné-Bissau

Arnaldo Sucuma

Resumo


Este artigo consiste num trabalho de pesquisa onde se propõe a estudar o processo de construção do Ensino Superior e sua relação com o Estado da Guiné-Bissau de 1974 a 2008. O trabalho tem como objetivo analisar os efeitos da institucionalização do Ensino Superior no desenvolvimento da Guiné-Bissau. A pesquisa aborda a relação do Estado com o Ensino Superior na Guiné-Bissau, discutindo fundamentalmente as possibilidades, dificuldades e desafios e possibilidades que existem no processo de institucionalização do ensino superior, buscando compreender o impacto deste processo no desenvolvimento socioeconômico e político da Guiné-Bissau após a sua independência política. O trabalho também procura fazer um breve resgate histórico sobre as primeiras universidades na África e nos países da África que fala português como a língua oficial. Nesta ordem de ideias, o estudo utilizou-se do método qualitativo, acompanhado de questionários semiestruturados implementados mediante as entrevistas realizadas na Guiné-Bissau, bibliografias ligadas ao Ensino Superior, documentos oficiais do Ministério da Educação guineense. Em termos de resultados, espera se estimular e/ou provocar uma reflexão mais comprometida com a qualidade do Ensino Superior guineense a partir da pesquisa, extensão e ensino, que ajuda o ensino superior público a promover o desenvolvimento do país, como também torná-lo mais competitivo no âmbito da pesquisa e produção do conhecimento cientifico a nível sub-regional e internacional. Conclui se que a Guiné-Bissau precisa construir um sistema do Ensino Superior capaz de dar respostas aos obstáculos que afetam o desenvolvimento do país.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.