A IMIGRAÇÃO GERMÂNICA NOS RELATÓRIOS GOVERNAMENTAIS DO ESPÍRITO SANTO NO SÉCULO XIX

Arildo Castelluber

Resumo


O texto apresenta uma análise histórica da imigração germânicaa partir dos relatórios dos presidentes da Província no Espírito Santo no século XIX, de 1838 até 1888. Os relatórios eram apresentados anualmente à Assembleia Legislativa Provincial do Espírito Santo, nas prestações das contas ou nas mudanças de governo. Suas informações sobre vários assuntos relacionados com o modo de organização da Província ainda são pouco exploradas pelos pesquisadores da História do Espírito Santo. Esta pesquisa de caráter documental analisa as visões e ações governamentais empreendidas para se estabelecer as colônias de imigrantes germânicos no Espírito Santo. O foco do estudo é o desenvolvimento populacional e econômico das colônias de Santa Isabel e Santa Leopoldina, fundadas em meados do século XIX, a fim de construir, ou reconstruir, uma história da colonização germânica. No ponto de vista do governo, a imigração era uma tábua de salvação para aumentar a produção agrícola e povoar o interior da Província.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.