A Importância da Autoeficácia em crianças com Dificuldades de Aprendizagem

Weslley Kozlik Silva, Jessica Belo Silva

Resumo


Este artigo apresenta um panorama dentro das publicações de cunho teórico aplicadas em português com o objetivo de evidenciar estudos que falem sobre a relação da autoeficácia e da dificuldade de aprendizagem na vida acadêmica das crianças. Reforça-se a importância das variáveis internas na aprendizagem escolar das crianças, destacando-se a autoeficácia (CHAPMAN et al, 1981 apud MEDEIROS et al, 2000), que é o que o indivíduo acredita sobre sua capacidade de desempenho em atividades específicas, e a percepção positiva que ele tem sobre ele mesmo (BANDURA; AZZI & POLYDORO, 2008). Foram selecionadas 16 publicações para análise, sendo na sua maioria publicados a partir do ano de 2000. Os estudos selecionados apresentaram resultados semelhantes quanto à relação da crença na eficácia e a aprendizagem. As pesquisas concordam em dizer que o sucesso acadêmico, especialmente para as crianças que apresentam dificuldade de aprendizagem, depende de vários fatores, contudo, o desempenho depende, em sua grande parte, da convicção pessoal que o aluno tem em controlar seu pensamento, para que não tenha o sentimento de fracasso e frustração (MARTINELLI & SASSI, 2010). Através desse estudo se destaca a importância de se trabalhar essa questão no meio educacional, para que se possa oferecer aos estudantes que apresentam essas dificuldades ferramentas que lhes possibilitem desenvolver crenças positivas em relação às suas capacidades (MEDEIROS et al, 2000).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.