A inclusão no cinema e a sua importância mediadora na formação cultural do sujeito na perspectiva histórico-cultural

Santiago Daniel Hernandez Piloto Ramos

Resumo


 

Este relato parte da experiência na formação inicial de professores no Brasil- Vitória-ES em uma instituição de Ensino Superior IESFAVI, em que há um Seminário Integrado Multidisciplinar anual, com a potência de articulação de vários cursos superiores no evento, em que realizamos um CINE CLUBE. O objetivo do projeto "Cine Clube - IESFAVI" é no espaço e tempo à projeção e debate de filmes da área educacional, potencializando a formação do sujeito educador. No ano de 2013, o tema levantado pela coordenação do projeto em conjunto com os alunos atendendo suas necessidades foi a inclusão e a educação especial, fundamentais tanto no contexto social quanto escolar. Neste sentido, a equipe sustentou a exibição de filmes e documentários que tratam a questão da deficiência a fim de potencializar o debate sobre a inclusão escolar e social. Os filmes escolhidos foram Rádio, do diretor Gary Smith, 1996 e Enigma de Kaspar Hauser do diretor alemão Wherzog. Na articulação de saberes da temática inclusão com o filme, identificamos pontos importantes para reflexão em nossa formação; tais como: o desenvolvimento da linguagem; a apropriação de conhecimento; a utilização da mídia como mediação na formação humana; o reconhecimento da deficiência; a deficiência mental; o processo inclusivo. Nesse sentido, fortalecemos a formação docente do pedagogo, pois este tem o primordial papel de articulação e mobilização das práticas pedagógicas, contribuindo com o professor no atendimento aos alunos que apresentam dificuldade no processo de escolarização (PANTALEÃO, 2009). Essas questões são potencializadas na formação e debatidas com os professores em formação inicial.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.