A CONTRIBUIÇÃO DE DIFERENTES VOZES NA ELABORAÇÃO DA POLÍTICA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM-ES

Conceição Aparecida Corrêa Martins

Resumo


Este artigo é um recorte da dissertação de mestrado Diferentes vozes e suas contribuições na elaboração do documento Política Municipal de Educação Especial de Cachoeiro de Itapemirim – ES, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Ensino, Educação Básica e Formação de Professores – UFES/Alegre. O referido estudo busca fundamentação teórica em Boaventura de Sousa Santos (2006, 2007, 2008) bem como autores do campo da Educação e da Educação Especial. Como aporte teórico metodológico, fundamenta-se nos pressupostos de um estudo de caso, por meio de uma pesquisa qualitativa, cujo objetivo é investigar as contribuições que os profissionais da Educação, as famílias e os estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação trazem para a elaboração do documento Política Municipal de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva de Cachoeiro de Itapemirim-ES. A coleta de dados toma o período de abril a dezembro de 2017, com três frentes de trabalho: a) pedido de autorização à Secretaria Municipal de Educação; b) levantamento de documentações produzidas em âmbito nacional e municipal para a compreensão das políticas de Educação Especial; c) composição de grupos focais/questionários. Como resultados, o estudo demonstra a importância de ouvir diferentes vozes na composição de documentos orientadores para a Educação Especial; a necessidade de esses documentos dialogarem com as realidades educacionais presentes nas escolas; a composição de políticas públicas que assumam o direito à educação para os estudantes público-alvo da educação; e o rompimento com composições orientadoras de políticas de Educação Especial de cima para baixo, para as escolas as executarem.

 

 

Palavras-chave: Educação Especial. Política. Documentos orientadores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.