PRÁTICAS PEDAGÓGICAS INCLUSIVAS PARA O SUJEITO COM AUTISMO NA SALA DE AULA.

Fernanda Ferreyro Monticelli, Cacia Scuassante Bolzan

Resumo


Este texto tem como objetivo abordar sobre os dispositivos que visam à inclusão escolar de pessoas com autismo na sala de aula da escola regular. O texto disserta a respeito das bases nas quais são realizadas as ações pedagógicas de modo a assegurar para além do acesso, a permanência na escola ou na universidade. Para desenvolver este estudo, inicialmente o texto faz uma explanação dos direitos prescritos pelas legislações e orientações nacionais e internacionais. Após, ancoradas nas contribuições da psicologia histórico-cultural de Vigotski, as autoras expõem de que modo os processos funcionais do desenvolvimento servem de dispositivos para que se efetive a função da educação no ensino do aluno com autismo. O trabalho estabelece as relações entre a teoria e a prática, por meio dos estudos bibliográficos, da vivência como educadoras com alunos na sala de aula e das reflexões realizadas no Grupo de Estudos Sobre Autismo/GESA. Em conclusão, as autoras concebem a atividade de ensinar o aluno com autismo na sala de aula, como uma prática possível, seja por estar alicerçada nas regulações sociais, seja por haver balizas ou o que chamamos de condições de ensino para que a aprendizagem de fato se efetive.
Palavras-chave: Autismo. Práticas pedagógicas. Sala de aula. Ensino e aprendizagem.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.