INCLUSÃO ESCOLAR DE UMA CRIANÇA COM A SÍNDROME DE RUBINSTEIN- TAYBI

Michell Pedruzzi Mendes Araújo, Sabrina da Silva Machado Trento, Rogério Drago

Resumo


Esta pesquisa objetiva compreender como tem se dado o processo de
inclusão de um aluno com deficiência intelectual causada pela síndrome de

Rubinstein-Taybi no contexto da escola comum. A Síndrome de Rubinstein-
Taybi é rara pois acomete 1 a cada 300000 crianças nascidas vivas e apresenta

muitas peculiaridades, dentre elas cabe destacar inúmeras alterações
fenotípicas como baixa estatura, alterações faciais, problemas respiratórios e
deficiência intelectual em graus variados. Na área da educação, estudos com
foco nessa síndrome são escassos, apenas uma dissertação foi localizada e não
trata das questões relacionadas ao desenvolvimento cognitivo desses sujeitos.
Nesse contexto, destaca-se o ineditismo dessa pesquisa. Com a finalidade de
alcançar o objetivo supracitado, será utilizada como metodologia o estudo de
caso do tipo etnográfico e para obter os dados serão utilizadas como ferramentas
a observação participante, o diário de campo e as entrevistas semiestruturadas.
O sujeito desse estudo é uma criança do sexo feminino que possui deficiência
intelectual causada pela síndrome de Rubinstein-Taybi, que se encontra
matriculada em uma escola municipal de ensino fundamental de Vitória, Espírito
Santo. Para subsidiar teoricamente esse estudo, serão utilizados os
pressupostos teórico-filosóficos da abordagem sócio-histórica, com base nas
contribuições teóricas de Vigotski e de seus colaboradores. Isso porque se
entende que a apropriação do conhecimento pelo aluno, para além de suas
características fenotípicas e genotípicas, é possível desde que o sujeito seja
vislumbrado como um ser social e cultural e não apenas um ser biológico. Como
resultado parcial desse estudo ressalta-se a incipiência de estudos que tratam 

dessa temática na área da educação.

Palavras-chave: Inclusão. Deficiência Intelectual. Síndrome de Rubinstein-
Taybi.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.