OS PROCESSOS DE ENSINO-APRENDIZAGEM DOS ALUNOS SURDOS NO ENSINO REGULAR1

Juliano Delabianca, Waléria das Neves Jeronimo, Damila Soares de Carvalho

Resumo


 Este artigo foi elaborado como requisito de avaliação da disciplina de
Pesquisa, Extensão e Prática Pedagógica I, ao evidenciar as práticas de inclusão
diante dos processos de ensino-aprendizagem dos alunos surdos no ambiente
escolar, visto que é um dos grandes desafios enfrentados. Dessa forma, tem
como objetivo identificar de que maneira a prática de inclusão impacta/afeta as
relações entre o aluno surdo/professor/alunos ouvintes e seus processos de
ensino aprendizagem. A construção metodológica da pesquisa se dá através do
estudo de caso e como instrumento para coleta de dados foram realizadas
entrevistas semiestruturadas. Essas entrevistas foram coletadas através de
áudio e vídeo e realizadas com uma professora bilíngue, uma professora surda,
duas intérpretes, três alunos surdos e duas ouvintes da escola estadual de
ensino regular fundamental e médio da rede pública do município de
Cariacica/ES, havendo assim, o foco na turma do oitavo ano, e no primeiro e
segundo ano do ensino médio. Como referencial nos fundamentamos teórico de
Paulo Freire (1997), destacando a importância do papel dos professores em
promover a autonomia do aluno surdo na perspectiva de inclusão. Como
resultados destacamos o quanto a escola e, especificamente, as professoras e
intérpretes preocupam-se e dedicam-se em prol da inclusão do aluno surdo no
ambiente escolar, e principalmente em sala de aula, como também com a
qualidade no processo de ensino aprendizagem destes alunos na busca por
maiores avanços no processo inclusivo, visto que em todo processo de
educação, a inclusão é essencial na garantia do ensino aprendizagem do aluno
surdo.

Palavras-chave: Educação dos surdos. Inclusão. Ensino-aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.