As Elites Empresariais e o Estado: Intermediação de interesses, discursos e estratégias de poder numa fração do Estado brasileiro — o caso do Movimento Empresarial Espírito Santo em Ação

Alyne S. Gonçalves, Marta Zorzal e Silva

Resumo


Em meio à crise política vivida pelo estado do Espírito Santo na virada dos anos 2000, emergiu uma organização civil que desde então pretende ser referência para o pensamento empresarial e instância de representação qualificada do setor privado no âmbito estadual. Neste artigo   analisamos algumas características, objetivos e estratégias de ação do Movimento Empresarial  Espírito Santo em Ação, com   ênfase   sobre o   papel   político   que   ele   vem desempenhando junto ao Governo e no contexto da sociedade civil capixaba. Por meio dos discursos de cinco lideranças, observamos que a organização explora a ideia de uma histórica exclusão política do grande empresariado do processo de tomada de decisões públicas, bem como a necessidade de articulação civil para o desenvolvimento da sociedade como um todo, indicando um movimento de construção de hegemonia de classe na formulação de um projeto político de caráter mais geral e abrangente por parte do empresariado industrial.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.