Democracia participativa no estado do Espírito Santo: (des)articulações e limites na atuação do Conselho Popular de Vitória

Enzo Mayer Tessarolo, Aloísio Krohling

Resumo


O artigo objetiva avaliar os padrões de representação e participação da sociedade civil na experiência democrática capixaba, com foco na atuação do Conselho Popular de Vitória. Inicialmente, faz-se um debate histórico-teórico sobre o conceito de sociedade civil,   promovendo   um diálogo entre as perspectivas  tocquevillianas,  neoliberais e gramscianas; depois, investiga-se a relação entre o Conselho Popular de Vitória e a Prefeitura Municipal de Vitória e avalia-se essa experiência democrática. Aponta-se para a perda de autonomia do Conselho, que perdeu seu caráter emancipatório e tornou-se prioritariamente reformista, apresentando mais uma face técnica, do que ética.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.