A Segunda Pele: A linguagem das roupas, seus signos e a configuração da identidade social através do vestuário

Hugo Felipe Quintela

Resumo


O presente trabalho objetiva compreender como que na contemporaneidade os estilos de vida urbanos se configuram a partir da cultura material e, neste caso, especificamente, o vestuário. Nesse aspecto pretende-se destacar, principalmente, o caráter simbólico da roupa enquanto signo de configuração identitária social e pessoal. Uma vez entendemos que o vestuário na sociedade ocidental tem a capacidade de assemelhar e distinguir, de aproximar e de afastar, de inserir e de excluir. A partir dessa aspecto o vestuário é tratado aqui a partir de uma perspectiva cultural em que os objetos servem tanto para promover a realização pessoal, quanto para comunicar significados sócio-culturais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.