O TRATADO DE COMÉRCIO E NAVEGAÇÃO ENTRE BRASIL E PORTUGAL E OS ESFORÇOS DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL PORTUGUESA EM ESTIMULAR AS RELAÇÕES COMERCIAIS LUSO-BRASILEIRAS (1933-1945)

Priscila Musquim Alcântara de Oliveira

Resumo


Este trabalho se propõe a analisar as relações entre Brasil e Portugal entre nos anos de 1933 e 1945, levando em conta os contextos políticos dos dois países. A análise parte da assinatura do Tratado de Comércio e Navegação de 1933 e de seu protocolo adicional de 1941, dando ênfase aos esforços empreendidos pelo presidente da Associação Comercial de Lisboa, Joaquim Roque da Fonseca, para fortalecer as relações comerciais entre Portugal e Brasil. Politicamente, o governo Português encarava a aliança luso-brasileira como um fator de contribuição expressiva para a sustentação e sobrevivência do Estado Novo de Portugal. Além disso, com o Bloqueio Britânico, a indústria e agricultura portuguesas sofreram as conseqüências impostas pelas restrições das ativadas comerciais e essa situação levou o governo à procura de novas alternativas para a economia do país e entre as possibilidades, estava o incremento das relações comerciais com o Brasil. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Anais dos Encontros Internacionais UFES/PARIS-EST