ASSISTÊNCIA SOCIAL E TRABALHO: ANTIGAS RELAÇÕES, NOVAS CONTRADIÇÕES

  • BERENICE ROJAS COUTO

Resumo

 

Resumo: O artigo apresenta as características dos usuários da Assistência Social na conjuntura de crescimento do empobrecimento e do desemprego estrutural, que expõe a contradição entre os demandatários da política e sua relação de assalariamento. São os trabalhadores com carteira de trabalho, precarizados, quarterizados, que buscam atendimento às suas necessidades sociais no âmbito do SUAS. Essa constatação nos leva a debater a relação entre trabalho e Assistência Social em uma perspectiva de ultrapassar a reiterada afirmação de que a existência de trabalho assalariado seria critério de exclusão da política, bem como põe em xeque os cursos profissionalizantes como “porta de saída”.

Palavras Chaves: Assistência Social; Trabalho Assalariado; Usuários; Porta de saída.

 

Publicado
2019-05-21
Seção
Mesa coordenada A Política Nacional de Assistência Social e o Sistema Único de Assistência Social em tempos de desmanche