OS DESAFIOS DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NA ESPANHA FRENTE À CRISE DO CAPTAL: INTERLOCUÇÕES COM O SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL

  • MIGUEL ÀNGEL OLIVER PERELLÓ
  • ROSANA MATOS- SILVEIRA
  • JOANA MARIA MESTRE MIQUEL
  • CRISTIANE TOMÁZ
  • RAFAELA SOUZA REIS AGUIAR

Resumo

Resumo: Na “transição democrática” na Espanha assistentes sociais são impulsionados a superar o modelo paternalista de intervenção social, sustentado em velhas práticas de beneficência, de caráter moralizador. Isto se deve ao marco progressista desse período -  1970/1980 -, com a implantação de políticas sociais, fortalecidas com o surgimento do Sistema Público de Serviços Sociais fundamentadas no Estado Social de Direito. Este trabalho é fruto de uma investigação internacional entre Brasil e Espanha sobre o Serviço Social em tempos de crise do capital, com transformações nos espaços laborais, nas políticas sociais, e discute os limites e as possibilidades da autonomia profissional.

Palavras-chave: Serviço Social; Serviço Social na Espanha e no Brasil; Exercício Profissional; Crise do Capital.

Publicado
2019-05-21
Seção
Mesa coordenada Rede Ibero-Americana de Investigação em Serviço Social: formação e trabalho profissional críticos ...