PRISÃO E A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA BARBÁRIE: COMO PENSAR A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SERVIÇO SOCIAL?

  • FERNANDA SANTOS CURCIO

Resumo

Resumo: Compreender o sistema prisional, seus movimento, nuances e dinâmicas, requer pensar as contradições e complexidades que atravessam este espaço. A prisão organiza-se diante de uma economia perversa, onde o seu produto, o prisioneiro, apresenta a sua utilidade. Diante disso, o presente trabalho, inserido nos moldes ensaísticos, pretende analisar esta realidade e, a partir disso, pensar na atuação do Assistente Social no tratamento da pessoa privada de liberdade, a fim de compreender as antinomias entre as prerrogativas éticas do trabalho profissional e as exigências institucionais.  Como metodologia utilizada, foi realizada revisão bibliográfica de obras que auxiliassem na referida discussão.

Palavras-chave: Sistema Prisional; Serviço Social; Ética Profissional.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Ética, Direitos Humanos e Serviço Social