GÊNERO E RAÇA NA FORMAÇÃO DE ASSISTENTES SOCIAIS NA BAHIA: ANALISANDO A PRODUÇÃO DE UM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

  • JOSIMARA APARECIDA DELGADO BAOUR
  • JÚLIO CÉSAR MARINHO SANTOS
  • CAROLINE DE JESUS SOUZA
  • ANA PATRÍCIA SILVA DE MELO

Resumo

 

Resumo: O artigo propõe discutir a formação profissional em Salvador por meio de  produções monográficas de assistentes sociais que fizeram o curso de especialização, na modalidade à distância, Gestão de políticas públicas em gênero e raça (GPP-GER), especialmente os projetos de intervenção das assistentes sociais que cursaram a especialização no ano de 2014, os quais foram apresentados como monografias de conclusão de curso. Nesses trabalhos, articulando conhecimentos sobre gênero e raça, as profissionais discutem o trabalho profissional, sob esse enfoque, permitindo-nos analisar dois elementos: suas próprias trajetórias como profissionais que trabalham no interior da Bahia, sem acesso à formação presencial; o trato teórico dessas categorias no interior das formulações das colegas, o que aponta para certas fragilidades conceituais e seus rebatimentos nas interpretações acerca do trabalho profissional.

Palavras-chave: Serviço Social; formação profissional; gênero; raça

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Serviço Social, Fundamentos, Formação e Trabalho Profissional