FASHIONISMO ÀS AVESSAS: TRABALHO DE COSTUREIRAS NOS BASTIDORES DA MODA NA CIDADE DO RIO JANEIRO

  • ALINE LOURENÇO DE OLIVEIRA
  • INEZ STAMPA

Resumo

Resumo: Este trabalho trata sobre condições e relações de trabalho instituídas das costureiras que prestam serviço às marcas de vestuário feminino carioca, trabalhadoras essenciais na produção das peças comercializadas por renomadas grifes e que não estão incluídas no “mundo do glamour” criado pelas empresas. Antes, estão submetidas à terceirização e subcontratação, práticas que afetam profundamente a classe trabalhadora e se desdobram em importantes alterações na proteção social do trabalho.O impulso ao consumo traz demanda de produção de peças em maior velocidade, com preço menor, favorecendo a intensificação do trabalho em condições precárias, apontando para a superexploração das trabalhadoras desse ramo.

Palavras-chave: Capitalismo; Indústria da moda; Precarização do trabalho; Costureiras.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Trabalho, Questão Social e Serviço Social.