AS IMPLICAÇÕES DO “CAPITALISMO ACADÊMICO” NO SERVIÇO SOCIAL BRASILEIRO E EM SEUS FUNDAMENTOS

Resumo

Resumo: O presente artigo se propõe a debater as implicações a que a profissão está submetida no bojo das tendências ultraconservadoras expressas nas diversas esferas da vida social. O eixo de análise está solidificado na realidade profissional em termos (numéricos) da formação e do trabalho profissional e no debate da concepção de Fundamentos do Serviço Social – por vezes traduzido de forma indefinida na profissão –, tendo em vista que a imprecisão conceitual dos Fundamentos, nos marcos da conjuntura de formação desenfreada, pode levar a processual degenerescência profissional.

Palavras-Chave: Serviço Social; Fundamentos; Formação e Trabalho Profissional; Implicações à profissão.

Publicado

2019-05-21

Edição

Seção

Comunicações orais - Questão Agrária, Urbana, Ambiental e Serviço Social