A CONTRARREFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL: ENTRE A PRECARIZAÇÃO DO SISTEMA PÚBLICO E A AMPLIAÇÃO DO SETOR PRIVADO

  • CAMILA DE LIMA GIL VIEIRA
  • JÉSSICA NARCISO MENDES
  • SILVINA VERÔNICA GALIZIA

Resumo

Resumo: Este trabalho trata as quatro faces da “contrarreforma” vivenciadas pelo sistema previdenciário brasileiro desde 1998 até hoje entendidas como expressões da precarização do sistema de proteção público e que propiciam a ampliação e valorização dos capitais privados financeiros através de investimentos em Fundos de Pensões. Aborda também como esta dinâmica é implementada pelos sucessivos governos neoliberais e legitimada pela maioria da população, mesmo caminhando em direção contrária à defesa de direitos sociais e interesses dos trabalhadores. A base desta discussão está na categoria Capitalismo por “espoliação”.

Palavras-chave: “Contrarreforma” da Previdência Social; Neoliberalismo; Fundos de Pensões.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Política Social e Serviço Social