CONDIÇÃO JUVENIL BRASILEIRA EM TEMPOS CONTEMPORÂNEOS: DAS ESTATÍSTICAS À ATUAÇÃO DOS COLETIVOS JUVENIS NAS MARGENS DE FORTALEZA/CE.

  • LEILA MARIA PASSOS DE SOUZA BEZERRA
  • JAMILLE RODRIGUES BRAGA
  • LÍVIA KELLY DA SILVA
  • BENEDITA BEATRIZ ELIAS DIAS
  • RAYANNE RODRIGUES VALENTIM

Resumo

Resumo: O presente artigo problematiza a condição de jovens no Brasil contemporâneo a partir das estatísticas oficiais, em direção às práticas de resistências do Coletivo Juvenil Favelart, que atua na região do Grande Bom Jardim nas margens de Fortaleza-CE. Problematiza-se tais estatísticas e interpreta-se as percepções dos jovens atuantes neste coletivo juvenil. Configura-se em recorte da pesquisa intitulada “Vulnerabilidades juvenis e práticas de resistência político-culturais nas margens de Fortaleza-CE: narrativas e experiências de jovens negros no Bom Jardim”, realizada no período de 2016-2017. Realizou-se pesquisas bibliográfica, documental e de campo, com metodologia qualitativa e adoção da observação e entrevistas semiestruturadas.

Palavras-chave: Juventudes; Resistências político-culturais; Margens urbanas.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Classes Sociais, Geração e Serviço Social