PSICOLOGIA FRENTE À “QUESTÃO SOCIAL”: REFLEXÕES SOBRE A PRÁXIS PROFISSIONAL NO ENFRENTAMENTO À POBREZA

  • FERNANDO SANTANA DE PAIVA

Resumo

Resumo: O objetivo deste trabalho é refletir sobre possibilidades de atuação crítica da Psicologia frente às expressões da “questão social”, com ênfase no enfrentamento à pobreza, no âmbito da política de assistência social. A pobreza é compreendida como uma conseqüência do modo de produção capitalista, mas que pode ser explicada a partir de um prisma individualista, culminando em práticas conservadoras. Discuto que a Psicologia pode contribuir a partir de uma análise psicossocial sobre a pobreza, devendo investir ainda na interdisciplinaridade como possibilidade de fortalecimento de um projeto ético-político de enfrentamento às expressões da “questão social”.

Palavras-chave: Psicologia; ‘Questão Social”; Pobreza; Interdisciplinaridade.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Trabalho, Questão Social e Serviço Social.