JUVENTUDE, TRABALHO E GÊNERO: CRIMINALIZAÇÃO DA POBREZA E SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL

  • JOANA DAS FLORES DUARTE

Resumo

Resumo: Este artigo versa sobre uma lacuna na produção teórica sobre criminalização da pobreza e segregação socioespacial na perspectiva de gênero. Trata-se de uma pesquisa teórica, mediada pelas experiências sociais de jovens habitantes da favela, que descortinam as contradições do modo de produção capitalista, ao denunciarem profundas mudanças contemporâneas da sociedade, dentre essas modificações a vertebração da ordem moderna no mundo do trabalho, a flexibilização do sistema de proteção social e a ascensão do neoliberalismo. Manifestações essas expressas na involução urbana, no proletariado/a informal, no encolhimento do setor público e na concentração da riqueza em detrimento da massificação da pobreza.

Palavras chave: Trabalho; Juventude; Criminalização da Pobreza; Segregação Socioespacial; Gênero.  

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Ética, Direitos Humanos e Serviço Social