VIOLÊNCIA POLICIAL E PENITENCIÁRIA CONTRA PESSOAS TRANS NO BRASIL

  • GUILHERME GOMES FERREIRA

Resumo

Resumo: Tendo por base uma tese de doutorado que tematizou a experiência de mulheres trans e travestis com o duplo “crime/castigo”, pretende-se aqui debater a exposição dessa população à sujeição criminal e aos processos de seletividade penal que tornam pessoas trans potencialmente incrimináveis no Brasil. A pesquisa, de caráter fundamentalmente qualitativo, reuniu narrativas de mulheres trans e travestis ativistas e concluiu que essa identidade sofre processos particulares de degradação no social, de modo que essas pessoas passam a ser frequentemente significadas ou como criminosas, ou como vítimas da violência urbana, o que as caracteriza como sujeitos puníveis e matáveis.

Palavras-chave: Violência; Crime; Prisões; Sujeição; Transgeneridades.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Serviço Social, Relações de Exploração/Opressão de Gênero, Raça/Etnia, Sexualidades