A PRODUÇÃO SOCIAL DO ESPAÇO URBANO EM FORTALEZA: ESTUDO DA TROCA E PERMUTA DE UNIDADES HABITACIONAIS ENTRE OS CONJUNTOS HABITACIONAIS MARAVILHA E MARIA TOMÁSIA

  • JONAS AUGUSTO DA SILVA FREITAS

Resumo

Este artigo versa a mobilidade familiar intraurbana enquanto deslocamento na cidade desigualmente planejada de Fortaleza, no Ceará, e busca compreender as permutas e trocas de unidades habitacionais produzidas oficialmente em Fortaleza. Considerou-se a moradia entregue pela Prefeitura nos Conjuntos Habitacionais Maravilha e Maria Tomásia como campo de pesquisa empírico e se analisou tal movimentação a partir de informações coletadas junto a Prefeitura. A demanda que se discutiu consiste no processo de moradores trocando de área. Essa escolha, materializada no processo de troca e permutas de moradias, constituiu a preocupação analítica do atendimento urbano nesses conjuntos habitacionais.

Publicado
2019-05-21
Seção
Comunicações orais - Questão Agrária, Urbana, Ambiental e Serviço Social