EDUCAÇÃO INFANTIL INFÂNCIAS E CIDADE: DIÁLOGOS POSSÍVEIS

  • Alexandra Santuzzi Zuccolotto
  • Yamilli Karen Rodrigues de Pinho da Matta

Resumo

Problematizar a cidade, suas infâncias e os processos formativos enredados no cotidiano da educação infantil é o que se propõe este texto, parte integrante de um estudo etnográfico em andamento realizado com cinco crianças com idades de cinco anos, que residem em um raio de até 200m da instituição pública de educação que estudam e suas respectivas professoras. Duas crianças são moradoras do bairro Ilha da Caieiras, localizado no contexto urbano da cidade de Vitória/ES e as outras três crianças, residem em uma comunidade rural do município de Guarapari/ES. Investigar a dinâmica social que ocorre na relação entre as instituições de educação infantil, a cidade e suas infâncias torna-se uma prerrogativa importante, sobretudo se considerarmos as diferentes forças que tornam cada vez mais complexa a relação da cidade com a escola, tornando as crianças, muitas vezes reféns de uma realidade nem sempre convergente com o seu direito (ARAÚJO, 2017) a uma convivência comunitária e educativa aberta às diferentes manifestações das sociabilidades humanas.

Edição
Seção
Eixo 1 - Políticas, Curriculos e Práticas