EDUCAÇÃO AMBIENTAL, SAÚDE MENTAL E TRABALHO EM EDUCAÇÃO: CARTOGRAFANDO MOVIMENTOS DE ENFRENTAMENTO AO ADOECIMENTO MENTAL

  • Marcela Fraga Gonçalves Campos

Resumo

Essa pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades (PPGEH) do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), na linha de pesquisa de Formação de Professores, sob orientação de Kátia Gonçalves Castor, tem como objeto os movimentos inventivos de produção de saúde em enfrentamento ao adoecimento mental de trabalhadores da educação do município de Serra – ES. Surge de experiências vivenciadas na Secretaria de Educação do Município de Serra/ES, no período de 2013 a 2017, com a participação na elaboração da Política Municipal de Educação Ambiental da Serra (PMEAS), Lei Nº 4.461/2016, e do acompanhamento das discussões acerca da saúde mental da criança e do adolescente, em que percebemos o desejo dos participantes daquela ação formativa em dar continuidade à discussão, contudo, enfocando a saúde mental dos trabalhadores da educação. Nesse contexto, indicamos como objetivo geral: Problematizar processos de trabalho que levam ao adoecimento, num movimento dialógico entre Educação Ambiental, Saúde Mental e trabalho em educação, visando à criação de estratégias de enfrentamento ao adoecimento mental de trabalhadores da educação do município de Serra/ES.

Edição
Seção
Eixo 7 - Políticas de educação ambiental, educação e CTSA e humanidades