A colonização vista por Marx: para além de alguns mal entendidos

Remy Herrera

Resumo


Este artigo analisa a evolução das posições de Marx sobre a colonização. Ele enfatiza a invariante dessas reflexões, a saber, a denúncia da violência colonial. No ponto de partida, encontramos uma interpretação da colonização como um processo de modernização e civilização, então, gradualmente, como uma dinâmica de destruição-regeneração, ligada, ao mesmo tempo, à unificação do mundo e à marcha em direção à revolução. Por último, e especialmente, o autor identificaas inflexões sucessivas do pensamento de Marx -  resolutamente crítico da colonização - sobre questões coloniais e nacionais, o caráter não linear da história e a diferenciação das formações sociais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18315/argumentum.v11i1.21385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons