A via da ironia como resistencia - as representacoes do 'ser mulher' em Niketche, de Paulina Chiziane

Isabella Baltazar

Resumo


Paulina Chiziane publica “Niketche: uma história de poligamia” em 2002, isto é, em um contexto de pós-colonialidade de Moçambique. Buscaremos atentar para os caminhos por onde passam as representações e encenações do “ser mulher” por Chiziane, que notadamente se dá pela via do deboche e da ironia. A abordagem das autoras africanas contemporâneas sobre a situação da mulher edifica projetos descoloniais, desconstruindo ambiências predominantemente patriarcais e agem em favor da luta anti-colonial.

Palavras-chave: Niketche. Literatura africana. Paulina Chiziane.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.