As palavras e suas diversas cores em mulheres de cinzas

Autores

  • Lara Prazeres
  • Olair Muniz Barreto Neto
  • Thiago Soares de Oliveira

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de analisar o livro Mulheres de Cinzas, mostrando como a construção da história de uma nação é tratada no enredo e refletindo sobre o manejo das línguas chope e portuguesa como reforço de identidade social e, portanto, como um recurso de marcação ideológica, apontando como a realização linguística se dá no contexto de relação entre colonizador e colonizado. Desse modo, este trabalho pretende-se essencialmente analítico, tendo como objeto analisado a citada obra de Couto (2015).

Palavras-chave: Identidade social. Ideologia. Mulheres de Cinzas.

Publicado

2017-05-04

Edição

Seção

GT1 - Africanidades e Brasilidades em Literaturas e Linguística